Mulher é morta após marcar encontro para vender celular na PB

81

Dois jovens foram alvos de uma armadilha após marcarem encontro para vender um celular na Paraíba. Uma mulher morreu e um homem ficou ferido após serem baleados na noite desta segunda-feira (21) na cidade de Santa Rita, na região metropolitana de João Pessoa. A Polícia Civil informou que o casal estava no local do ataque às 20h40, após combinar para negociar a venda do aparelho.

Os dois, no entanto, foram surpreendidos por um grupo que chegou atirando. A polícia ainda investiga se o celular do casal foi roubado na ação.

Thaysa Oliveira da Silva, 19, foi atingida na cabeça e morreu no local. Inaldo Inácio Apolinário, da mesma idade, foi atingido nas costas, socorrido com vida por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e conduzido ao Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena.

De acordo com boletim médico do hospital, Apolinário recebeu atendimento médico de emergência e segue internado com quadro estável. Ele foi transferido para um hospital da capital paraibana. O corpo de Thaysa foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de João Pessoa e o laudo cadavérico deverá ficar pronto em 15 dias.

Segundo Everaldo Medeiros, delegado da Seccional de Santa Rita, a investigação recebeu algumas informações, mas nenhuma versão para o caso foi confirmada ainda. A versão de que o casal foi ao local para vender um celular é a hipótese mais estudada pela polícia no momento, mas outras possibilidades são investigadas.

“Também nos foi passado que o casal é suspeito de cometer crimes na região. No entanto, ainda não checamos nenhuma dessas indicações”, concluiu Medeiros à reportagem. A expectativa é que a perícia do local do crime seja entregue em cerca de 30 dias.

A investigação do caso será repassada a um dos três delegados do Núcleo de Homicídios de Santa Rita.