Ladrão fura tanque de carro e furta combustível

147

1979, em um mundo não tão distante, Mel Gibson, nas telinhas de cinema entrava em uma guerra pela falta de combustível em “MAD MAX”, e nada mais atual do que essa notícia.

Ás 3 da madrugada deste domingo, o fotógrafo Fábio Piva, 39 anos, ao sair da casa de amigos próximo ao Horto Florestal na Zona Norte de São Paulo, e andar quase 1 quilometro se deparou com uma cena aparentemente inusitada, o tanque de combustível de sua Pajero TR4, que tinha enchido na quinta feira em meio a paralisação dos caminhoneiros estava vazio, tentou por algumas vezes girar a chave e dar partida mas foi em vão.

Ligou para a seguradora e aguardou até a chegada do guincho pensando ser um problema mecânico. Ao começar a subir o carro no guincho notou pingar algumas gotas de gasolina, se abaixou para ver e com a lanterna do celular encontrou um furo perfeito, redondo, aí sim teve certeza. “Roubaram minha gasolina”.

O tanque de 68 litros que acabara de encher estava totalmente vazio, e o maior problema, de acordo com Fábio, não era em somente o combustível roubado mas o tanque com um grande furo.

“Não sabia nem o que pensar. Estava tão bravo, mas tão bravo! Fiquei sem saber o que fazer.”

O Expresso de São Paulo pesquisou preços de tanques do veículo do Fábio e encontrou valores a partir de R$850,00 até R$1.500,00, além dos mais de R$300,00 de gasolina gastos para encher o tanque.

Definitivamente “O BRASIL NÃO É PARA AMADORES”. Mad Max que se cuide!