O senador pelo estado do Mato Grosso, José Medeiros (PSD) informou em seus perfis oficiais no Twitter e no Facebook que entrou com uma solicitação na Polícia Federal e uma outra no Ministério Público Federal para investigar as supostas ameaças indicada pelo deputado federal eleito pelo estado do Rio de Janeiro Jean Wyllys (PSOL) como também pela “venda” de mandato eletivo ao grupo do suplente David Miranda.

Jean Wyllys que obteve pouco mais de 24 mil votos pelo PSOL declinou do seu cargo para o qual foi eleito por supostas ameaças contra sua vida e contra a vida de sua família “sem especificar de onde ou de quem viriam essas ameaças. Por esses motivos solicitei investigação. O nosso presidente, tentaram contra sua vida, quase foi morto por um filiado ao PSOL e mesmo assim, com as ameaças do dia a dia o qual sua posição impõe ele estava lá, e continuou dia a dia. Se o Jean Wyllys foi mesmo ameaçado de forma tão contundente queremos saber quem foi e por quais motivos, pois não é possível que nos dias de hoje um parlamentar eleito legalmente sofra esse tipo de ação.