Vereadora de primeiro mandato, Carolina de Oliveira Moura e Rameh, a Carol Moura, pediu nesta terça feira (12) exoneração do cargo de Secretária de Desenvolvimento Econômico da cidade de Nova Odessa, logo após a repercussão viral sobre o furto por ela cometido em uma loja no Shopping Dom Pedro em Campinas.

De acordo com nota oficial repassada pelo setor de comunicação da prefeitura, Carol Moura teria pedido para deixar a pasta do qual ocupava desde meados de Agosto do ano passado por motivos pessoais.

O chefe do Executivo novaodessense, prefeito Bill, classificou o fato ocorrido como “grave” e ressalta que não compactua com nenhuma conduta ou ato irregular, mesmo fora de sua administração.

Carol Moura também se afastara das atividades parlamentares por no mínimo 30 dias para cuidados médicos.

PARA ENTENDER

No último dia 17 de Fevereiro, Carol Moura foi até a loja Zara no Shopping Dom Pedro em Campinas, ao adentrar no provador com 5 peças na mão, a vereadora teria retirado as travas anti furto das peças e as guardado em sua bolsa, a funcionária do setor notou o ocorrido e indagou Moura que devolveu de prontidão duas das cinco peças furtadas, porém teria empregado fuga correndo com as outras três na bolsa, mas foi detida pelo segurança enquanto aguardavam a Polícia Militar que já estava a caminho.

Carol Moura foi levada para a central de polícia, e após a delegada do plantão dar vós de prisão, a mesma foi encaminhada para a carceragem da cadeia feminina de Paulínia, sendo solta no dia seguinte mediante pagamento de fiança estipulada por juíza em audiência de custódia.

Em contrapartida o advogado dela, Bittencourt Leon Denis de Oliveira Junior, disse que o caso é um mau entendido:

“Ela ouviu um aviso de que a loja estava para fechar e saiu. Depois se ofereceu para pagar, mas a Polícia Militar não permitiu”, disse.