“Contra a reforma da previdência de Bolsonaro”, o principal sindicato de professores da rede pública estadual, a APEOESP, organiza manifestações por toda São Paulo nesta sexta feira 22 de Março.

Movimento coordenado pelas centrais sindicais pelo Brasil visa combater o projeto da reforma da previdência feita pelo governo Bolsonaro.

Com forte adesão de docentes de todas as cidades da RMC, a educação estadual deve sofrer um “apagão” no último dia letivo desta semana (22). Professores e agentes públicos da educação estão se mobilizando para que todos cruzem os braços nesta ação unificada das centrais sindicais em todo o país.

Na região do pólo têxtil, todas as cidades possuem grupos de profissionais que declararam abertamente que irão aderir a paralisação.

Em Americana, na Escola Estadual Professora Niomar Gurgel, informalmente a adesão aos protestos da sexta feira (22) chegaram hoje a 100% dos colaboradores, indicando que não terá aula pois não haverá expediente pela falta de recurso humano.

Agora em Nova Odessa, excluindo a ETEC, ao menos 20 profissionais de cada unidade são favoráveis aos protestos contra a reforma da previdência e estão propensos a irem para as manifestações.

De acordo com uma educadora que atua em uma escola estadual de Americana e pediu para não ser identificada, a adesão só não é maior porque “os profissionais tem medo tem medo de perder os benefícios. Pois será falta injustificada. Isso nos faz perder licença prêmio e outros. Se não era 100% em todas as escolas. Os contratados perdem o contrato.”

Em ligação não identificada feita para a Delegacia de Ensino de Americana, foi nos informado pela supervisão que até o presente momento as aulas estão confirmadas, porém, em contraposição, um grupo de WhatsApp que tivemos acesso, e que é composto por funcionários da educação estadual na região, mostra claramente a organização que esta sendo realizada para os docentes e apoiadores participarem de forma legal da manifestação.

De acordo com informações que constam no grupo do WhatsApp, uma opção paralela para o servidor público que não conseguir ir para o evento oficial da APEOESP na Praça da República em SP, o ponto de encontro da RPT será na praça Comendador Muller em Americana, e o horário será as 10:30.