Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), vereador do Rio de Janeiro e filho do presidente da República Jair Bolsonaro, manifestou em suas redes sociais um novo ataque aos militares do governo de seu pai. Desta vez, o alvo é o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno.

Neste primeiro de julho, Carlos postou em suas redes sociais uma resposta a um seguidor, no qual ele lançou suspeitas sobre o GSI, comandado pelo general Augusto Heleno –que ontem discursou no ato de apoio ao governo em Brasília.

“Por que acha que não ando com seguranças? Principalmente aqueles oferecidos pelo GSI? Sua grande maioria podem ser até homens bem intencionados e acredito que sejam, mas estão subordinados a algo que não acredito. Tenho gritado em vão há meses internamente e infelizmente sou ignorado”, afirmou em resposta a um seguidor que postou um vídeo que tenta associar a GSI, a FAB e a Abin no caso do tráfico internacional de drogas.

“Não digo que sou dono da razão e evitei até aqui o máximo me expor desse jeito, mas não está dando mais. Estou sozinho nessa, podenda a partir de agora ser alvo mais fácil ainda tanto pelos de fora tanto por outros. Há muito mais nisso tudo! Mas se viemos aqui para deixar uma mensagem! Creio que essa faz uma parte dela, mesmo que isso custe minha vida! Um abraço!”.